Compras

Como economizar dinheiro sem precisar mudar o estilo de vida?4 minutos de leitura

Logo Agora Cupom

Ter noção de receitas e gastos ajuda a cortar o que é desnecessário na rotina.

Economizar dinheiro significa mudar sua forma de pensar e agir. Além de escolher a melhor opção de cartão para sua rotina, é preciso adotar hábitos que sejam financeiramente saudáveis. Mas será que é possível guardar dinheiro sem mudar o estilo de vida?

Muito se ouve que, para economizar, deve-se viver um degrau abaixo do padrão atual. Mas isso não significa abrir mão do conforto ou de pequenos agrados vez ou outra. Porém, tudo deve ser feito de maneira consciente.

Confira dicas de como economizar mantendo o estilo de vida na medida do possível:

Receitas e despesas

Antes de tudo, é preciso saber se o padrão de vida atual é condizente com todas as receitas, ou seja, o que se recebe financeiramente. Para quem tem salário fixo, isso é mais fácil; já quem realiza trabalhos como freelancer recebe várias vezes por mês.

Nesse contexto, separe um dia para anotar tudo o que for receber nos próximos 30. Depois, anote todas as dívidas e despesas que deve pagar no mesmo período, incluindo transporte. Agora é só subtrair um pelo outro. Com essa conta, a pessoa sabe se está gastando mais do que recebe por mês.

Anotações

O ideal é que as anotações sejam feitas durante todo o mês, pois é normal se esquecer como o dinheiro foi gasto com tanta rapidez. Isso não significa abrir mão de todo cafezinho na padaria ou de um Uber (lembre-se de usar cupom Uber para pagar menos na primeira corrida) quando o transporte público demora, mas que seus gastos serão mais ponderados e inteligentes.

Aqueles 10%

Muito se fala sobre economizar o que sobra por mês, quando de fato o ideal seria gastar esse restante sem culpa. Para que isso aconteça, o ideal é separar uma parte do dinheiro para fundos de emergência assim que se recebe o pagamento — antes mesmo de pagar as contas.

Assim que cair o salário ou o pagamento por algum serviço, separe pelo menos 10% do valor para uma poupança ou investimento. Esse dinheiro deve ser “esquecido” e só usado para a realização de um sonho ou em momentos de real emergência financeira.

Preferência pelo débito

Manter um padrão de vida é gastar o dinheiro que realmente se tem. O crédito, infelizmente, costuma ser visto como um valor “a mais” — que, no entanto, não existe. Uma hora ou outra, essa conta será paga.

Embora extremamente útil, o crédito se torna um problema quando utilizado para diversos “microgastos”: lanches na padaria, peças de roupa na promoção, gastos com táxi e Uber, delivery nos fins de semana.  Assim, prefira pagar as contas menores no débito e deixe o crédito para gastos maiores, como eletrodomésticos, automóveis e viagens.

Pesquisa antes da compra

Uma regra criada nas compras mensais e que deve ser levada para a vida: não comprar antes de ver se aquele é o melhor valor oferecido. Muitas vezes, o que leva a comprar em uma determinada loja não é o produto, e sim a propaganda. O problema é que, logo ao lado, um comércio não tão interessante vende o mesmo item por um valor menor. Esse tipo de pesquisa deve ser feita para itens de alto ou baixo valor.

Com a internet e a crise sanitária, isso fica até mais fácil. Compras em mercado podem ser solicitadas sem que o indivíduo tenha que ir de um mercado a outro. E a entrega ainda pode custar um valor menor do que aquele economizado.

Veja também nossos Web Stories

Corte gastos

Um alto pacote de dados do celular é realmente necessário? Para quem ainda está em isolamento social, esse gasto pode ser substituído pelo Wi-Fi. A mesma lógica pode ser usada para outros serviços que, hoje em dia, já não são tão usados. A televisão a cabo, por exemplo, vale mais do que diversos serviços de streaming. Para quem não assiste muito à televisão, pode ser um gasto desnecessário. Caixas de assinatura, diversas versões de um mesmo produto e muitas refeições prontas (quando você mora sozinho) são alguns exemplos de gastos que podem ser cortados sem afetar a qualidade de vida.

Gostou das dicas? Compartilhe a sua experiência com os leitores do Agora Cupom nos comentários.

RESPONDER

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *