Sem categoria

Futuro do e-commerce: conheça as tendências do setor4 minutos de leitura

Logo Agora Cupom

Parece estranho pensar no futuro do e-commerce quando o presente do segmento ainda não atingiu todo o seu potencial. Vivemos um momento em que esse segmento é um dos que mais cresce no Brasil e ninguém sabe ao certo qual é o seu limite, já que recordes são batidos todos os anos. Para se ter uma ideia, em 2020 o faturamento do setor foi de R$ 100 bilhões, um valor muito acima do esperado inicialmente.

Existem muitos fatores que explicam o crescimento e desenvolvimento do e-commerce no Brasil. Alguns são jurídicos e tributários, outros são práticos e alguns são específicos de cada setor. Conforme o brasileiro vai se acostumando mais em fazer compras digitais, mais fácil fica de abrir uma loja virtual de sucesso e que traga resultados positivos para o empreendedor.

E aí, quer saber quais são as tendências mais interessantes para o futuro do e-commerce? Então siga a leitura do artigo abaixo, e não deixe de conferir nossos cupons de desconto para comprar online!

Integração com o delivery é o futuro do e-commerce

Uma das grandes tendências de crescimento dos e-commerce é a integração com deliveries. Hoje em dia, por exemplo, já é possível encontrar as suas lojas favoritas em Rappi e fazer compras por lá como se estivesse no e-commerce delas, recebendo o produto em 1 hora. Isso se tornará cada vez mais comum nos próximos tempos.

A razão para isso é que o frete é um dos grandes obstáculos para fechar vendas na Internet hoje em dia. Qualquer gestor de loja virtual vai poder dizer quantas vendas ele perde todos os meses porque a pessoa pôs o produto no carrinho, viu o preço e o tempo do frete e desistiu de comprar.

O que a integração com o delivery faz é reduzir ao máximo esse tempo e preço. O serviço do Rappi, por exemplo, consiste em otimizar o preparo das lojas e mandar um entregador para a pessoa receber o que ela comprou online em menos de 1 hora, ao contrário dos 5, 6 dias úteis cobrados nos melhores casos.

É claro que nem toda loja virtual poderá fazer isso e para nem todos os destinos (por exemplo, as grandes cidades possivelmente terão armazéns com os produtos, mas lugares menores não terão esse benefício). No entanto, essa ação será cada vez mais comum.

Novos pontos de conversão para lojas virtuais

Antigamente, gerenciar um e-commerce era ter uma loja virtual, com um sistema de shopping e pronto. O consumidor obrigatoriamente teria de comprar por ali, não importando de onde ele viesse para o seu ecossistema.

Hoje em dia, no entanto, não precisa ser assim. O gestor de loja virtual sabe que tem vários pontos de conversão e essa tendência só deve aumentar. Por exemplo, agora o WhatsApp permite pagamentos para empresas e transferência de dinheiro. Na prática, considerando que o app está em 99% dos celulares no Brasil, ele se tornou um enorme ponto de conversão para todo tipo de negócio.

Busca por voz e voice commerce

“Ok, Google. Pesquisar por camiseta do meu time de futebol”. Talvez você nunca tenha feito esse movimento específico, mas milhões de pessoas já fizeram, com a maioria delas finalizando a compra logo depois de encontrar o produto que queriam por um preço aceitável.

No futuro do e-commerce, as buscas por voz e até mesmo o fechamento de vendas por voz será um dos principais pilares para as lojas, especialmente aquelas que trabalham com produtos que não exigem tanta consideração do consumidor para fechar negócio.

Otimização para Inteligências Artificiais

Aqui no Brasil ainda é raro ver isso, mas a Alexa é algo relativamente comum nas casas americanas. Além de fazer vários serviços específicos, ela ainda faz compras para as pessoas sob normas específicas.

No futuro próximo, as Inteligências Artificiais se tornarão cada vez mais eficazes nessa função e fecharão mais e mais compras para seus donos. Inclusive, com o uso da Internet das Coisas, elas poderão até mesmo fazer compras automatizadas de determinados itens para casa.

Por isso, as lojas virtuais e e-commerce terão de ser otimizadas para IAs, assim como são para o buscador do Google atualmente. Quem tiver melhor otimização, provavelmente fechará mais vendas.

Crescimento dos produtos digitalizados

Por fim, uma tendência relevante que vem surgindo nos últimos tempos é a venda de produtos digitalizados em e-commerces, como ebooks, moldes digitais, cursos e muito mais.

Esses produtos são interessantes pois são de baixo custo para as lojas e de alto valor agregado, consistindo em uma alta margem de lucro.

Como deu para ver, o futuro do e-commerce ainda guarda muitas coisas novas e diferentes para os empreendedores da área. Ainda existe muito a otimizar e melhorar, muito por onde crescer e um faturamento cada vez maior aguarda os gestores de lojas virtuais, sejam de quais tipos forem, quais produtos vendem e muito mais. Para poder aproveitar todo esse crescimento, no entanto, é importante entender como usar o poder do marketing e da organização empresarial para isso. E aí, qual dessas tendências é a mais interessante na sua opinião? Comente abaixo!

5/5 - (1 voto)

RESPONDER

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *