Compras

Dicas para um e-commerce bem estruturado8 minutos de leitura

Logo Agora Cupom

E-commerce, ou comércio eletrônico, é um dos resultados da popularização da internet e dos dispositivos móveis. O termo está relacionado às vendas online feitas por uma única empresa em sua própria plataforma virtual.

Para os empreendedores, o modelo de negócio representa mais liberdade e flexibilidade, dispensando necessidades como o aluguel de araras de roupas ou a contratação de vendedores, entre outros gastos que as lojas físicas demandam.

O que é um e-commerce?

Embora muitas pessoas pensem que qualquer forma de venda de produtos pela internet caracteriza um e-commerce, é preciso que os empreendedores interessados no assunto saibam diferenciar os conceitos de e-commerce e marketplace.

Outra questão importante sobre o e-commerce está ligada ao fato de que o modelo de negócio possibilita uma dinâmica de trabalho distinta.

E-commerce X Marketplace

O e-commerce é uma plataforma própria, que é utilizada por uma única empresa, seja um fabricante ou revendedor, resultando em um processo de venda sem intermediários.

Já o marketplace é uma opção em que uma plataforma comum abre espaço para que várias empresas vendam seus produtos, intermediando processos de cobrança, entrega ou até garantia.

O marketplace pode ser uma opção atrativa para os empreendedores por ser de gestão mais fácil, já que contam com estruturas prontas. Nesses casos, basta se cadastrar para poder catalogar os produtos e ter as vendas intermediadas pelo marketplace.

Por outro lado, o e-commerce oferece muito mais liberdade, com a possibilidade de criação de uma estrutura especial e um design próprio para a loja virtual. Isso pode ser bastante importante principalmente para empresas de médio e grande porte, como fabricantes de peças para escavadeira, por exemplo.

O e-commerce possibilita que os empreendedores organizem promoções, desenvolvam diferentes categorias para os produtos ou serviços, entre outras personalizações que contribuem para a imagem da marca e para a experiência dos potenciais clientes.

Dinâmica de trabalho

Ao digitalizar os processos de venda e atendimento ao cliente, o e-commerce também abre espaço para a automatização de outras ações, como estratégias de marketing, controle de estoque e finanças.

Isso ajuda a agilizar o trabalho e no direcionamento das equipes para atividades mais estratégicas.

Contudo, o e-commerce é uma possibilidade de negócio que representa um alto potencial de crescimento ano a ano. Neste sentido, a estruturação bem-sucedida de um site para e-commerce é primordial para bons resultados, independente do setor de atuação da empresa.

Dicas para estruturar o e-commerce

É completamente normal que os empreendedores tenham dúvidas sobre como entrar nesse mercado online e os principais desafios envolvidos, principalmente após compreender o que é o e-commerce e quais as vantagens de investir no comércio online.

Portanto, os principais passos para a estruturação de um e-commerce envolvem:

  1. Criação do site para as vendas;
  2. Escolha do servidor para o e-commerce;
  3. Planejamento do sistema de cobrança;
  4. Gestão de estoque e logística de entrega;
  5. Atendimento ao cliente em todas as etapas da compra.

1. Criação do site para as vendas

A criação de um site pode ser feita com facilidade, já que atualmente há uma série de templates prontos nas principais plataformas. Uma dica é a pesquisa pelos temas mais populares para esse fim, bem como a compreensão sobre o funcionamento dos sistemas de gestão de conteúdos. O objetivo é a criação de um site atraente e organizado para o e-commerce.

2. Escolha do servidor para o e-commerce

É preciso se precaver contra problemas técnicos, e o investimento em um bom servidor é fundamental para isso. Ele evita problemas típicos como a lentidão no carregamento de páginas ou a queda do acesso quando há muitas pessoas online no endereço ao mesmo tempo.

3. Planejamento do sistema de cobrança

O sistema de cobrança do e-commerce precisa ser extremamente seguro. Afinal, esse é um ponto de desconfiança para muitas pessoas, que ainda têm resistência às compras online, devido ao fato de que é preciso colocar dados pessoais e bancários nos sites.

É possível criar um sistema de cobrança diretamente pelo e-commerce, ou adotar o pagamento indireto com empresas especializadas nesse tipo de transação online.

No caso de e-commerces focados na venda de itens como tampinha de garrafa personalizada, por exemplo, que sejam novos no mercado ou pequenos, recomenda-se a o uso de sistemas indiretos, que podem ser mais seguros.

4. Gestão de estoque e logística de entrega

Um dos maiores desafios dos e-commerces na realidade está relacionado à gestão de estoque.

A demanda de produtos deve ser estimada corretamente, evitando vendas perdidas por mercadorias em falta ou peças encalhadas que forcem promoções.

A armazenagem deve ser feita adequadamente, levando em conta as condições especiais de cada tipo de mercadoria, assim como o transporte dos itens até os compradores.

A parceria com transportadoras é recomendada, principalmente no caso de grandes volumes de despachos, como é o caso da venda de peças para empilhadeira, por exemplo.

5. Atendimento ao cliente em todas as etapas da compra

Finalmente, o atendimento ao cliente é essencial, com canais de comunicação para a resolução de dúvidas, feedbacks, ou procedimentos de troca e reembolso. A inexistência ou ineficiência dos canais de atendimento aos clientes pode prejudicar a reputação da loja virtual, influenciando negativamente na confiança dos usuários na empresa.

Estratégias para o sucesso do e-commerce

Além de planejar e executar a montagem do e-commerce com o máximo de dedicação, é preciso que os empreendedores digitais se atentem para algumas estratégias, a fim de ajudar o negócio a ganhar um impulso inicial. São elas:

  1. Fazer a segmentação de clientes;
  2. Apostar em Marketing de Conteúdo;
  3. Aumentar o ticket médio das compras;
  4. Aumentar a fidelização dos clientes;
  5. Inovar na categorização de produtos;
  6. Simular experiência de compra em lojas físicas.

1. Fazer a segmentação de clientes

A segmentação é indispensável, principalmente para e-commerces que trabalham com diferentes tipos de produtos.

Ela pode ser feita levando em consideração informações cadastrais, além de dados coletados durante a interação do usuário com a loja virtual.

A segmentação permite ações como o envio de e-mail marketing personalizado com ofertas diferenciadas de acordo com o interesse de cada usuário. A tecnologia dos cookies contribui bastante para o funcionamento da estratégia.

2. Apostar em Marketing de Conteúdo

O Marketing de Conteúdo pode ajudar a impulsionar um e-commerce.

Por meio de bons artigos, as empresas produtoras de caixa maleta personalizada, por exemplo, podem atrair os potenciais clientes. Isso é possível por meio de textos, vídeos ou fotos com reviews, comparativos entre modelos e outros tipos de conteúdos relacionadas ao uso dos produtos vendidos no site, e o problema que eles solucionam, de uma maneira geral.

Basicamente, a estratégia de Marketing de Conteúdo está fundamentada na definição de personas (perfis detalhados e subjetivos dos clientes ideais, com base em estatísticas); estruturação de pautas de acordo com o funil de vendas (cujos 3 estágios estão relacionados à jornada de compra); criação de um calendário editorial; divulgação dos conteúdos pelas redes sociais ou e-mail marketing, entre outras ações.

3. Aumentar o ticket médio das compras

Outra estratégia bastante utilizada nos e-commerces é a tentativa de aumentar o valor médio gasto pelos clientes, com opções que incentivam a compra por impulso.

Quando um cliente estiver pesquisando sobre placas em pvc para parede, por exemplo, o site pode oferecer opções de produtos relacionados aos que já foram selecionados. Muitos anunciam “quem viu esse produto, também viu”, mas as sugestões devem ser coerentes para garantir os resultados esperados.

4. Aumentar a fidelização dos clientes

Cupons de desconto e programas de fidelidade são medidas que incentivam os clientes a comprarem novamente nos e-commerces.

Após comprar transformador, por exemplo, um cliente pode receber pelo e-mail um cupom de desconto para a próxima compra. Outra opção é o uso de pontos acumulados para abatimento no preço das aquisições.

O envio de amostras grátis juntamente com as encomendas também pode impulsionar novas compras, porque o cliente pode experimentar os produtos e ainda fica mais satisfeito com o atendimento.

5. Inovar na categorização de produtos

As categorias diversificadas para os produtos agrupam as mercadorias em temas diferentes. Uma ideia é utilizar a estratégia para datas comemorativas, que são bastante rentáveis comercialmente.

A categorização nos e-commerces facilita a navegação e melhora a experiência do usuário no site. Os produtos também podem ser divididos de acordo com a faixa de preço.

6. Simular experiência de compra em lojas físicas

Uma estratégia que os empreendedores podem utilizar para tornar os processos de compra mais dinâmicos nos e-commerces é a adoção de simulações de negociação.

Nesse caso, o comprador de esteira elevatória, para exemplificar, pode até pechinchar, assim como poderia ocorrer na compra pessoalmente.

A interação contribui para aumentar o valor percebido pelo cliente com relação aos produtos e à empresa.

Os hábitos de consumo evoluem a cada dia com o surgimento de novas tecnologias e novas formas de acesso às informações. Por isso os empreendedores que optam pela abertura de e-commerces também devem permanecer sempre antenados com relação às tendências do mundo online.

Com atenção ao dinamismo do mercado e seguindo as recomendações, independente do segmento de atuação, as empresas podem desfrutar dos benefícios de investir na abertura de um e-commerce.

5 Comentários

  1. Francisco

    Ótimas dicas, muito obrigado.

  2. jose ricardo

    muito intetessante

  3. Sâmya

    Tenho vontade de montar um e-commerce e gostei muito das suas dicas. Obrigada

  4. Gustavo Druzian

    Parabéns, dicas muito interessantes!!

  5. david

    ótima postagem. Vou aplicar no meu e-commerce com certeza!!

RESPONDER

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *